Review - Une Histoire Sans Importance

5:09 PM Lorena Miyuki 1 Comentários


Diretor: Jacques Duron
Idioma: francês
Gênero: drama/romance
Sinopse: A história de Claude e Philippe, dois adolescentes que sustentam uma amizade ambígua e que, em pouco tempo, se transforma em algo mais. Pelo menos é o que um deles acha até Philippe descobrir que está apaixonado, ao mesmo tempo em que vê que para Claude tudo não passou de um mero jogo.



Filmado na década de oitenta, o filme tem cerca de 40 minutos de duração, um "média-metragem" que mistura elementos clássicos e contemporâneos do cinema francês. Pelo que sei, é bastante famoso, principalmente após algumas cenas circularem na internet.

Como a sinopse já conta, temos aqui a história focada em Philippe, um garoto estudante qualquer que, de certa forma, sabe que é meio "diferente" dos colegas. Ele observa os outros garotos com outros olhos desde o princípio, e recai sobre Claude, um antigo amigo/colega/vizinho - coisa que fica confusa de se distinguir até a metade do filme. Claude é mais novo e brincalhão; adora se fazer de desentendido e curioso ao mesmo tempo. Desde o princípio, creio, o espectador percebe o quanto ele está brincando nesse "jogo" todo.

Philippe, depois de se convencer de que Claude é "certo para ele", resolve dar suas investidas - esperando-o depois do colégio, convidando-o para se sentar ao lado dele no trem, para ir à sua casa estudar - investidas que são, diga-se de passagem, bastante bem-recebidas pelo mais novo.

As conversas que partilham giram em torno dos "conflitos adolescentes", como sempre, mas o que os diferencia é que Philippe resolve "jogar tudo para o alto" no meio de seu desespero, no quase literal sentido do termo. Claude deixa, então os dois embarcam numa perigosa aventura (sexual), na qual só Philippe parece mergulhar de corpo e alma.

Com o passar dos minutos, vemos Claude satisfeito com a experiência e Philippe angustiado. O mais novo, saciando suas curiosidades, sai em busca do que realmente quer - uma garota que encontram em um acampamento. O mais velho, por outro lado, continua envolvido e acaba fantasiando demais algo que eles nunca tiveram.

É um drama tanto para Philippe quanto para o espectador ver o desenvolvimento de Claude no filme. O garoto tem aquele ar de quem sabe o que faz, na hora que faz. Sabe? O tipo de personagem difícil e, ao mesmo tempo, fácil demais de entender. Os atores são fantásticos em demonstrarem essas facilidades/dificuldades em seus personagens: um dos pontos positivos para a trama.

Achei o enredo muito bom e bastante curto também. Creio que, para a proposta, ficou ótimo. É suave, mas muito angustiante. É um bom drama para quem gosta.

A cena mais famosa do filme.

Philippe e Claude.
Observação nada importante: Philippe Bories, o ator que faz o Philippe, é muito parecido fisicamente com o Jeremy AllenWhite, de Shameless US (foto abaixo).

Shameless US, série da Showtime.

Um comentário:

  1. Tive impressões bastante semelhantes. O final é arrebatador e nos deixa com aquele gostinho de raiva. Adorei a análise :) E estou me sentindo em casa no blog, haha.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...