Inspiração - Jogos

9:17 AM Lorena Miyuki 0 Comentários

Eu amo jogar videogames. Acho que é um dos meus passatempos mais preferidos, desde criança. Como sou filha única, sempre passei a maior parte do meu tempo sozinha e o videogame me ajudava a não me matar de tédio! Um dos primeiros jogos que eu me tornei fã foi Goof Troop pra SNES, porque era o único da época que eu podia jogar com outras pessoas, fazer missões e etc. O primeiro co-op que eu tive. (depois eu me viciei em co-ops, culpa dele!) O soundtrack ainda é um dos melhores. Pra relembrar:



Tenho coleções deles, de jogos e de tudo relacionado. Consoles, cartuchos, manetes... Brinco que farei um museu quando tiver minha própria casa! E é sério. Nunca me desfiz de nenhum console até hoje, então imaginem as velharias que tem aqui.

Hoje em dia não jogo muito em consoles, mas no PC ou no iPhone. Não porque eu prefira, mas por falta de tempo mesmo de montar todo o aparato pra jogar e tal... Fora que a maioria dos jogos que eu tenho para outras plataformas me demandam muito tempo pois são jogos de histórias longas e complicadas - em sua maioria, RPGs. E não é de se negar que todos os jogos nos deixam com a imaginação lá na Lua, né?

Já escrevi muito tendo por base algumas cenas ou pedaços de histórias prontas, confesso. E muitas delas vieram dos meus RPGs favoritos.

Infelizmente um dos RPGs que eu mais amo na vida hoje em dia eu não consigo jogar, pois meu PS2 está morto e enterrado bem fundo no meu guarda-roupa :( mas dele surgiram muitas ideias que agora nem sei apontar. De qualquer forma, compartilho com vocês: Tales of The Abyss.

A série toda de "Tales of..." é ótima, mas a Abyss é minha favorita, tem os personagens favoritos (Asch ♥) e a história mais cativante e dramática e confusa e... linda de todos os tempos ♥ Fica a dica e aí vai o video de abertura. O video tem as duas aberturas, a americana e a japonesa (que começa em 2:32).


A música se chama "Karma" e é cantada pela banda japonesa Bump of Chicken. O significado é muito intrínseco ao jogo, perfeito e emocionante pra quem conhece a históriaNa época em que jogava, ToA era minha paixão. Tenho milhões de fanarts feitos por mim e desenhos e fanfictions Asch x Luke, mas infelizmente não sei onde foi parar nada, só alguns fanarts que tenho aqui espalhados nos cadernos... Algum dia publico ou não.

Enfim. Outro jogo que me inspirou mais diretamente enquanto jogava foi Valkyrie Profile: Lenneth. Joguei a versão para PSP que era um remake da versão para PS1, e depois baixei a mesma versão para iPhone. Uma das cenas dos primeiros capítulos inspirou diretamente uma oneshot minha, a "Sea of Trees", por um motivo óbvio. Vejam a cena:



(entre 8 minutos ~ 11:50 minutos)

Fiz uma versão gay do jogo, eu sei! Mas não pude evitar! Leiam a "Sea of Trees"!


Hoje o que eu jogo de vez em quando são MMORPGs, e mais pelos gráficos e possibilidades de ação que efetivamente a história - apesar de que sempre dá pra se construir a própria história, certo?

Atualmente jogo TERA, Aion, World of Warcraft (vício maldito) e Ragnarok II - pra relembrar os velhos tempos! Antes de Ragnarok aparecer no Brasil, eu passava noites em claro jogando no kRO. Foi meu primeiro MMORPG, aquele que eu jogava de verdade e eu amava infinitamente. Voltei a jogar o II pela nostalgia e pra ver como ficaram os gráficos em "3D'.

Comecei a pouco tempo influenciada haha a re-jogar (?) Skyrim também, que tem mais história que esses outros, mas que, não sei exatamente o porquê, não me agrada muito.

Fora isso, a minha série "Skyline" também foi diretamente baseada em uma franquia de jogos que eu adoro: Need for Speed. Sim, por "incrível' que pareça (ok, nem tão incrível assim porque agora parece muito óbvio, né?). Todos os nomes que usei até agora são nomes de personagens secundários de NFS e as corridas obviamente foram, em sua maioria, tiradas das ideias do jogo. Comecei escrevê-la na época em que jogava Need for Speed: Pro Street e imaginava uma série de coisas enquanto arregaçava meus dedos e noites em claro. Fora que o Skyline é meu carro favorito pra sempre graças a Need, e não é atoa que o carro do Ryan na história é um Skyline - um dos meus sonhos é ter um Skyline R34, com licença.

Leiam Skyline.


De qualquer maneira o fato é: jogos inspiram. Pelo menos pra mim e principalmente pra quem gosta/escreve fantasia. Quem nunca jogou se imaginando como personagem? Ou ficou pensando naquela fase o resto do dia só pra chegar em casa e tentar de novo? Eu faço isso até hoje... 

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...