Review - Eternal Summer

6:27 PM Lorena Miyuki 2 Comentários


Diretor: Leste Chen
Gêmero: Drama/Romance
Idioma: thai
Sinopse: Três alunos experimentam as vantagens e armadilhas do amor em um conto sensível do diretor Leste Chen sobre amizade, desejos e lealdade.




Quando comecei a ver, estranhei um pouquinho. É diferente a abordagem. Às vezes você fica meio perdido aqui e alí, mas tudo se encaixa no final. A atriz que faz o papel da Carrie, a única garota que realmente é mostrada no filme, não me convenceu, infelizmente. Acho que deixou a desejar e, por isso, o filme não tem o embalo que deveria ter por causa dela – ou talvez porque ela é uma parte complicada da relação entre os protagonistas, Shane e Jonathan.

Por outro lado, o ator que faz o papel do Shane é ótimo. Simplesmente fantástico. Fez ótimas cenas, tanto sozinho, quanto com a garota e o ator que protagonizada o Jonathan. Uma curiosidade que pode fazer com que a gente estranhe, pelo menos se você for ver o filme com legendas, é que os nomes (Jonathan, Shane e Carrie) foram assim “americanizados” para que não ficasse muito confuso. Os nomes dos personagens na verdade são, na mesma ordem, Zheng Xing, Shou Hen e Hui Jia. Eles foram assim batizados de uma forma poética baseada num significado astrológico dos nomes em mandarim que, ao final do filme, é perfeitamente explicável. Veja:

* Shane: (Em mandarim: 守恒; pinyin: shou heng) representa (Em mandarim: 恒星; pinyin: heng xing) a estrela (o Sol).

* Jonathan: (Em mandarim: 正行; pinyin: zheng xing) representa (Em mandarim: 行星; pinyin: xing xing) o planeta (a Terra).

* Carrie: (Em mandarim: 慧嘉; pinyin: hui jia) representa (Em mandarim: 彗星; pinyin: hui xing) o cometa.
O poema do qual os nomes se derivaram é o seguinte, em tradução livre:

O Sol sempre brilha.
A Terra segue sua rota ao redor do Sol, mas não pode se aproximar dele.
O Cometa tráz a surpresa ao sistema solar.
A figura fica incompleta sem qulaquer um deles.


Levando isso em consideração podemos inferir muitas coisas a trama do filme.
Em geral a história é bastante complexa e confusa – chega a evoluir mesmo somente nos últimos 20 minutos finais – mas não deixa de ser bonita. Mostra exatamente como alguém pode ter sua vida completamente modificada por causa de outra pessoa e/ou sentimento que por ela nutre. E mostra isso de vários ângulos e em várias situações. É bastante dramático o pensamento do Jonathan e às vezes é difícil entendê-lo, mas é aceitável.

A trilha sonora é uma beleza a parte. Principalmente as músicas do começo da trama. As do meio em diante, confesso, ficam escondidas o bastante para você não prestar atenção nelas.

O que decepciona é o final. Quando você percebe que faltam menos de cinco minutos para terminar, percebe também que nenhum drama é concluido. E acaba assim, como começou. Talvez você terá de ver o início do filme novamente para entender – ou tentar – parte do final. É no estilo vai-e-vém, de lógica invertida. Lógica que, mesmo assim, fica bastante solta. Não me agradou, porque não dá pra inferir quase nada do final que o diretor propõe.

É um bom filme no contexto geral, mas não vá esperando muita ação ou algo “doce”, digamos. A única cena que realmente considerei digna de envolvimento dura cerca de três minutos. E só.

Recomendo para distração e pela história de modo geral. Drama é drama.

Escrito em2 5-02-2010.

2 comentários:

  1. Eu assisti esse filme há uns dois anos e achei bem interessante, mas como você mesma disse, o final é decepcionante. A relação entre o Shane e o Jonathan é muito bonitinha, então acho que as pessoas que curtem esse tipo de tema vão gostar (mas ainda acho que ficarão "..." com o final).
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  2. OLÁ ADOREI SUA RESENHA, CONCORDO COM QUASE TUDO, ACRESCENTARIA TAMBÉM A BELÍSSIMA ATUAÇÃO DE BRYANT CHANG COMO JONATHAN, MAS FIQUEI CURIOSO EM SABER QUAL FOI A CENA DE 3 MINUTOS QUE VOCê MAIS SE ENVOLVEU, POSSO SABER? ASSISTI O FILME ONTEM, ACREDITA, somente ontem 17/03/2012 e adorei o fime, muito intenso, cheio de sentimentos que realmente existem na adolescencia. Gostaria de manter contato pois quero conhecer mais da cultura asiática. Gosto dos films asiáticos, os temas são mais profundos que os filmes americanos. Adorei o blog, aguardo seu contato, um grande abraço, meu nome é Ricardo Garcya e tenho um blog também, mas e´stá em construção: ricardogarcya.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...