Especial de Reviews - Curtas Brasileiros

7:25 PM Lorena Miyuki 0 Comentários


Neste post vou reunir algumas resenhas só de curtas brasileiros que vi nos últimos meses. Tem alguns mais antigos, e que não lembro bem dos detalhes, por isso é algo mais geral.





Eu Não Quero Voltar Sozinho
É um filme de curta metragem dirigido por Daniel Ribeiro, produzido em 2010 por Diana Almeida. A história gira em torno de Léo, um menino de 15 anos que, como todo adolescente, está passando por transformações na sua vida. A única e simples diferenã é aque Léo é cego e precisa da ajuda dos amigos para fazer boa parte das coisas. Sua melhor amiga é Giovana e a menina, aparentemente, gosta mais dele do que ele pode imaginar. As coisas mudam de rumo quando Gabriel é transferido para a classe dos dois e desenvolve amizade com os dois.

O curta é lindíssimo! Devo ter visto umas quatro vezes já; sou apaixonada por ele. É delicado, mas profundo. Os atores são todos tão talentosos e as cenas foram tão bem compostas que, se dependesse de mim, seria um longa e não um curta. O diretor Daniel Ribeiro já havia realizado um ótimo trabalho com "Café com Leite", que ganhou o Urso de Cristal em Berlim entre outros prêmios, mas com este eu acho que ele evoluiu bastante. A resenha do "Café com Leite" vocês podem ver aqui também. Sou fã de carteirinha.


Eu e o Cara da Piscina
O curta conta como Guilherme, sentindo-se atraído por seu amigo e colega de natação, resolve utilizar a internet para expor seus "sentimentos". Resumidamente, é um curta bem curto e sem muitos diálogos (na verdade, quase nenhum), nem desenvolvimento. Não gostei. A única parte que me "surpreendeu" foi o final, pelo qual podemos ver a história por um outro ângulo.

Tá (okay)
Dois jovens resolvem explorar os efeitos do crack em um banheiro público. O curta deve ter menos de oito minutos; é minúsculo e não explora praticamente coisa alguma. Faltou um final para finalizar (pois o fim não termina, sabe?) e uma história mais convincente. O único "diálogo" que faz realmente sentido é o que dá título ao filme.

Alguma Coisa Assim
É um curta de 2006 que mostra uma noite na vida de dois adolescentes, Caio e Mari. Os dois saem em busca de diversão, acabando em uma boate gay onde Caio resolve ser verdadeiro consigo mesmo e curtir alguns momentos de descoberta. Entre as expressões faciais, as poucas palavras que trocam e as cenas, os dois (e nós) vão descobrindo mais sobre eles mesmos. É uma trama bem curta e deixa margem para muitos questionamentos, mas não é ruim. O roteiro é muito bom, mas senti que as melhores falas são as que são deixadas de lado nos diálogos, os momentos de silêncio. Se foi esse o objetivo, ótimo. O curta pode ser visto no site da Petrobrás.


O Diário Aberto de R
Um curta de 2005 que descreve o amor platônico de um garoto (interpretado pelo Fábio Lucindo, o dublador do Ash) por seu colega de classe. Ele escreve, na carteira do colegio, uma espécie de "diário" no qual narra suas observações em relação a Rafael, seu colega. É uma história bem simples, mas bonitinha. O final é meio tocante, para quem sabe ler nas entrelinhas. Gostei bastante. É o tipo de história que me atrai e que é bem leve. Recomendo.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...