Review - NetGalley e sua "revolução digital"

6:49 PM Lorena Miyuki 0 Comentários

Há um tempinho descobri um paraíso online que, acredito, muita gente desconhece - principalmente brasileiros. Então resolvi escrever um pouquinho pra mostrar essa maravilha.



O NetGalley é um site lançado em meados de 2008 que tem por objetivo distribuir digitalmente provas de livros impressos para seu "público seleto" de "leitores profissionais": resenhadores de blogs literários, jornalistas, professores, vendedores de livros e blogueiros aleatórios. Ou seja: é um mundo de livros-teste (e às vezes nem tão teste assim) para o pessoal que se interessa ler e opinar!

Funciona da seguinte forma: você cria um perfil dentro dessa opções que comentei de leitores profissionais (resenhador, jornalista, professor, etc.) e, a partir dele, ou você ou a própria editora te contata para apresentar seu material e lhe enviar cópias gratuitas de livros para que você aprecie sem moderação. É mais ou menos o mesmo esquema - que virou um poço de corrupção, na minha humilde opinião, com licença - que as editoras brasileiras fazem com o sistema de parcerias com "blogs literários". Elas mandam pra você às vezes provas e lançamentos para que sejam resenhadas o mais rápido possível. O NetGalley trabalha com provas digitais, o que é diferente, e não seleciona diretamente seus membros. Quem o faz são as própria editores, ou os autores, quando você "requisita" um título para ler. E você também acaba se selecionando diante de tantas opções.

As editoras e autores, claro, tem toda liberdade de recusar seu pedido, mas o que achei mais legal foi justamente isso: você vai atrás do que quer e seleciona exatamente o que vai ler. Você se compromete, ao pedir para a  editora/autor, a dar sua opinião sobre o livro em forma de post em um blog (se você for resenhador - os outros perfis eu não sei muito como funcionam, já que não os tenho). E eles realmente leem o que você escreve, comentam, levam em consideração. Por exemplo, se lhe mandaram uma prova de um livro que ainda não foi lançado, eles lhe pedem que comente se achou algum erro de digitação/grafia/whatever e lhes comunique. Eles se preocupam em nos ouvir.

Claro que não é uma fábrica de exemplares livres. Existem regras e você com certeza será rejeitado se não as cumprir. Todas as editoras e/ou autores dão uma boa olhada em seu perfil pra ver se você realmente vai resenhar e/ou fazer pelo menos um comentário sobre o que eles estão lhe oferecendo. Por isso há a possibilidade de rejeição. Se eles não acharem que você "se encaixa", eles simplesmente descartam seu pedido. E aparentemente há uma boa comunicação com todo mundo de lá, porque se você é rejeitado por uma editora, outras ficam sabendo e meio que "cobram" de você. Do tipo: "você não conseguiu dar um feedback para tal livro de tal editora, vai conseguir dar pro meu?".

Li muitos comentários de gente falando que foi rejeitada ao pedir um livro para ler e creio que o pessoal se esquece de como a coisa funciona. Se você pedir 3 livros por semana, lógico que eles vão desconfiar que você não vai ter tempo suficiente para resenhar - nem pra ler! - todos eles com o amor e carinho e dedicação que teria se fosse só um! Então bom senso, né?

Percebi também que há pouquíssimos brasileiros utilizando o serviço, por isso as editoras com as quais já tive contato ficaram entusiasmadas ao ver onde moro, chegando a me mandar e-mails perguntando quando minhas resenhas sairão no ar e se seriam postadas na minha língua materna. Lembrando que todos os livros - todo o conteúdo, na verdade - é em inglês, acho que eles ficam contentes de descobrir que não só falantes nativos de seu idioma apreciam o projeto e usufruem dele.

Juro que fiquei encantada com a ideia do site e com a dedicação que as editoras tratam o assunto. O livro digital ainda é muito "estranho" para a mentalidade tradicional brasileira. Tá, temos e-book readers e tablets por toda a parte, mas me perguntem quantas pessoas conheço que estão lendo livros em formato digital nesse instante? Pois é. Por isso acho que não daria muito certo pelas bandas de cá, mas o ambiente é muito bom e profissional. Você se sente respeitado, sabe? Como leitor e consumidor.

Até agora fiz somente dois pedidos de livros, e ambos foram aceitos prontamente. O primeiro, "When Love Comes to Town", ainda nem foi lançado - será no dia 30 de março, se não me engano - e estou com a cópia de avaliação, terminando de ler já, já! A editora me mandou um e-mail pessoal, aliás, quando o requisitei, no meu primeiro "dia" de NetGalley. Confesso que requisitei só pra ver se seria aceito...e foi! Meu perfil nem é tão chamativo assim, mas procurei focar em itens que sei que resenharei aqui: literatura LGBT e afins. Então, espero poder ter muito conteúdo pra postar!

Quem tiver interesse, entre, acesse, mas tome cuidado para preencher o perfil e requisitar os livros. O serviço não é brincadeira, é coisa seríssima! Tem vários posts em blogs internacionais explicando como preencher o perfil para não ser rejeitado e tal, pesquisem! Vale a pena tentar se você for um leitor profissional e comprometido!

https://www.netgalley.com/



0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...