Review - North Bound

12:30 PM Lorena Miyuki 0 Comentários




Título: North Bound
Autor: Natan Caetano
Idioma: Português
Ano de publicação: 2013

190 páginas.

Luc é um jovem tímido que carrega um segredo: sua paixão por Cody, o mais conhecido bad boy do colégio North Bound. Junto com seus amigos, Cody gratuitamente maltrata e espezinha Luc, que sofre calado com os insultos de seu dileto, dia após dia. Porém, uma notícia inesperada trazida pelo treinador das equipes de futebol de North Bound torna os ânimos ainda mais tensos: um campeonato intercolegial, pelo qual Luc e Cody, capitães das equipes, jogarão juntos para trazer o título ao colégio. No cenário hostil que a violência de Cody cria, os sentimentos de Luc crescem cada vez mais, tornando o convívio com seu algo mais e mais insuportável. Narrado com sutileza e fluidez, North Bound conta a história de amor e ódio entre Luc e Cody, num romance cheio de conflitos familiares, pessoais, dor e muitas surpresas.
Um livro nacional pra animar a área (?) e pra pavimentar direitinho o caminho que estamos trilhando aqui no ML, aquele que incentiva a boa escrita e a divulgação de novos autores, principalmente os que como eu fazem literatura colorida.

North Bound foi o primeiro contato que tive com o Natan através do Clube de Autores enquanto estava procurando gente interessada em divulgação. Vou confessar que o que me chamou atenção foi a capa (uniformes!!) e a palavra "colégio" na sinopse... Poxa, gente, meu primeiro romance foi ambientado num colégio interno. O uniforme dos garotos era muito parecido com esse da capa, tirando o fato de que era azul-marinho, como o dos meninos de Anistia. Eu tenho fascínio por escolas, não é atoa que sou professora por opção! St. Judet's School for Boys, pra quem me conheceu antes de 2008, foi morrendo aos poucos com o tempo, mas chegou a ter mais de cem capítulos publicados no meu LiveJournal e também no Nyah! Tirei tudo do ar porque... bom, era porco demais, mas era o que me fazia feliz na época e ainda sonho em voltar a escrevê-la - ou reescrevê-la, pra ser mais exata. PORÉM não estou aqui pra falar do meu fracasso antigo, e sim do sucesso atual do Natan, porque, acho, ele conseguiu fazer e terminar o que eu não consegui na época.

NB conta a história de Luc, um adolescente tímido, mas devidamente popular por ser um dos integrantes principais (um capitão) de um dos times de futebol do colégio, e suas desavenças com o antagonista Cody, o capitão do outro time. Adorei os nomes das equipes do colégio (Lystrike e Svartlys); aliás, as nomenclaturas merecem um destaque à parte, como os nomes das cidades. Tenho um pouquinho de aversão (?) ao nome do protagonista e, a princípio, tive extrema dificuldade de ligar o nome ao personagem. Sabe? A narração me parecia "flutuar", sem estar conectada aos acontecimentos do Luc. Mas talvez isso tenha a ver com essa "aversão" ao nome, não sei dizer. Tenho problemas com nomes, me julguem.

De qualquer forma, o começo da trama é bastante simples e até meio monótono enquanto somos apresentados ao universo de Luc, ao seu pai, sua amiga Amelie e aos integrantes dos times que serão peças fundamentais ao longo da história. O que dá gás ao enredo é o campeonato de futebol, que faz com que os meninos tenham de viajar, ter contato com outras equipes, outras pessoas fora do seu círculo e, principalmente, uns com os outros.

Não é um enredo muito original; na verdade, acho que é uma mistura de um pouquinho de cada clichê que vemos por aí: dois protagonistas que "se odeiam", mas que no fundo mesmo escondem sentimentos opostos a esse, um bando de garotos em situações inusitadas com hormônios à flor da pele (quartos de hotéis, boate, piscina, bares, acampamentos no meio da floresta?), primeiras vezes, intrigas e discussões familiares e segredos que não são tão secretos assim. Achei que os pequenos adendos à história, os "picos de clímax" que vão alimentando o enredo, poderiam ter sido muito mais explorados (a cena da boate por exemplo, ou as noites no hotel, ou ainda as primeiras cenas do Cody na casa do Luc), com ou mais suspense, ou drama ou mais ação (se é que me entende). Mas isso não desmerece o texto, de forma alguma.

Não sei exatamente se essa é a primeira novela escrita do Natan, nem se houve algum trabalho de revisão por outra pessoa nem nada, mas a escrita é impecável! Não é enfadonha, nem superficial e muito menos pobre. É na medida certa. E chamo atenção inclusive pelo vocabulário, porque não é um texto "amador" (por falta de palavra melhor, desculpe). O que tenho a ressaltar nesse aspecto, no da escrita, é que ela vai (obviamente?) melhorando com o passar das páginas, mas no começo as frases são muito diretas, cruas, sem muito envolvimento por parte dos personagens. Por exemplo, quase todos os parágrafos começam com algo como: "todos se calaram...", ou "todos uivaram...", "todos se agitaram...", o que soa muito impessoal. E, em seguida, quando focado no Luc, continua (pra mim) muito "não-íntimo" do personagem. Frases como uma só ação, como "dormiu", ou "sentou-se", são recorrentes. De novo, talvez eu esteja sendo muito chata, mas nada que atrapalhe a leitura ou desmereça o autor!

No mais, eu gostei, principalmente pelo entretenimento da metade pra frente. Não costume ler textos que tenham o esporte como tema principal, mais por eu não gostar mesmo do que por qualquer outra coisa, mas North Bound não me fez pensar nesse aspecto, o que é outro ponto positivo. Como acho que já deixei claro, meu personagem preferido não foi o Luc. Gostei muito do Cody, do Alex e do Rhud, que poderia ter tido um papel maior! Tenho a tendência a gostar de treinadores também, pelo papel que representam, mas não consegui enxergar no treinador deles essa figura, infelizmente.

De qualquer forma, vale a pena conferir. Não ia falar do final, porque achei utópico demais pra aceitar hahaha Mas é uma mistura de um milhão de coisas que já vi e que costumo fantasiar enquanto eu mesma escrevo, mas que não tenho "pulso" pra colocar no papel. Pelo menos, acho que esse também é um ponto positivo pro autor, que tomou as rédeas dos personagens e não deixou que eles fizessem parte da massa do clichê de finais da literatura queer (oi? Alguém me entendeu?). Acho que o Natan escreveu o que todo mundo gostaria de ler e protagonizar?, simples assim.

Enfim! North Bound pode ser comprado pelo Clube de Autores aqui:


O Natan também tem outro romance publicado por lá e que estou para resenhar também, o Entre o Amor e o Fogo, e de vez em quando aparece na Lavanderia com algumas histórias curtinhas! Dêem uma olhada, comprem, leiam, espalhem por aí porque a gente precisa se apoiar :)


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...