Sobre o Site

11:23 AM Lorena Miyuki 0 Comentários


O NOME





Do dicionário português "literato" (do latim litteratus, -a, -um, marcado com letras, instruído, culto).

A palavra Litteratus vem do latim, cujo plural é Literati. Os literati foram os "cidadãos da República das Letras" durante os séculos 17 e 18 na França. Refere-se a intelectuais, pessoas que usam a inteligência e o pensamento crítico e/ou analítico, tanto na vida profissional quanto como uma capacidade pessoal. Os literati ficaram conhecidos como "homens das letras" , ou "marcado com letras", na contemporaneidade inglesa.

A origem do nome deste site é essa e, creio, faz muita referência a seu conteúdo, pois somos todos marcados com letras.

O CONTEÚDO


O Marcado com Letras é hoje um espaço mais ou menos focado (mas não exclusivo! Que fique bem claro!) em tudo o que há de bom (e de ruim) em matéria de cultura queer: filmes, documentários, teatro, músicas e, principalmente, literatura.

Queer? Como assim?!

Queer é um termo de origem inglesa que é normalmente usado para falar de coisas e pessoas que não se encaixam, ou não seguem o "padrão heterossexual" ou mesmo não acreditam em binarismo de gênero - ou seja, que a gente só pode se designar como "feminino" e "masculino". O termo também é usado para representar gays, lésbicas, bissexuais, transexuais, transgêneros e outras formas de orientação sexuais e de gênero, abrindo o guarda-chuva da sigla LGBT*.

Isso tudo vem da Teoria Queer, um ramo do estudo das Ciências Sociais que tem como uma das principais precursoras a Judith Butler (dá uma pesquisadinha básica aí, vai, não custa!). O termo, entretanto, não é sinônimo de ser gay, lésbica, bissexual ou trans*. Queer é um questionamento da padronização de gênero e sexual da sociedade, e tende se colocar contra as normas socialmente aceitas.

Cultura Queer?

Sim.
Resumindo: aqui a gente dá voz para a diversidade que geralmente fica escondida, camuflada pelo padrão heterossexual. Os personagens plurais são muito bem-vindos e explorados no cinema, na literatura e na arte, e o Marcado com Letras quer mostrá-los pra vocês!

Estamos aqui trabalhando na introdução e inserção de cultura colorida na vida das pessoas através das resenhas – que não se limitam aos livros, mas também de filmes, músicas, seriados, etc. E na promoção da boa escrita, da literatura de qualidade, sempre. Principalmente aquela que promove representatividade e inclusão de personagens queers.


Dicas para escritores!

Sim, também! Afinal, a gente tá aqui não só pra tentar desconstruir os padrões, mas também para contribuir na promoção da literatura nacional e a formação de (bons) escritores.

O objetivo desse foco é ajudar os escritores nacionais a ter suas vozes ouvidas. Escritores amadores, escritores queer e leitores. Fazer com que nossos escritos - os queer, os amadores, os nacionais - tenham espaço nas livrarias, com que o mercado editorial brasileiro abra a cabeça, o coração, a mente e o bolso para nós também, porque merecemos respeito.


E-books de graça?!

Vem que tem!
Porque, além disso tudo, o ML serve também como site pessoal para arquivamento, compilação e distribuição de histórias ficcionais, crônicas, leituras alternativas, pensamentos, poesias, rabiscos, cartas e afins - todos escritos por mim, sob o pseudônimo de Lorena Miyuki. Leia mais aqui.

Então tudo o que estiver disponível na sessão de Download pode ser baixado e compartilhado de graça! As resenhas são apreciadas, tá? É só deixar um comentário, dar uma passadinha lá no Skoob ou no GoodReads!


O site tem a intenção de partir para o lado colaborativo da coisa. Então, pra começar, quem tiver interesse em me ajudar de qualquer maneira, entre em contato através do e-mail: marcadocomletras@gmail.com. Faço divulgações de livros, filmes e coisas do tipo.


Estou sempre procurando parcerias com outros blogs, editoras e autores (independentes ou não) também, então todo mundo é bem-vindo, okay? Só dê uma lida nessa postagem aqui, por favor.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...