Os Desafios da Escrita - O Processo

12:00 PM Lorena Miyuki 2 Comentários

Todos os bons escritores, mais dia ou menos dias, descobrem que o processo de escrita é algo mais do que uma atividade espontânea e misteriosa.

Escrever tem tudo a ver com esboçar, apagar, ler e reler. Não é a mera noção de colocar no papel aquilo que tá na sua cabeça.

E existem alguns passos que são necessários para criar um parágrafo, um artigo, um livro, uma carta, um roteiro, etc. Para a maioria dos projetos de escrita, nós vamos sempre utilizar cinco passos distintos e em ordem. Vamos falar deles e conhecê-los então?


Os cinco passos do processo de escrita são, em sua ordem:
1) Inventar.
2) Organizar
3) Rascunhar
4) Revisar
5) Editar
Vou dividir essas postagens em cinco também, cada uma dedicada a um desses tópicos, tá? Pra não ficar grande nem cansativo.

Passo Um: Inventar

Quando começar um projeto, você deve passar algum tempo explorando seus pensamentos no ato de gerar (inventar) ideias. Não cometa o erro de ir direto ao papel (ou ao editor de texto) sem clarear sua mente e colocar suas ideias em foco. Você precisa saber que "escrever" e "pensar" andam de mãos dadas e existem algumas maneiras efetivas de impulsionar essa parceria. Vejamos:

Freewriting: é o que chamamos de "escrita livre". Escreva o que está em sua mente sem se preocupar com gramática, pontuação, repetição, estrutura, enfim. A ideia é colocar para fora o que está aqui dentro.


O freewriting também pode te ajudar nos estudos, nas pesquisas, em resenhas, etc. Para tal, podemos colocar algumas "guias" de ajuda, como no exemplo abaixo:
Da esquerda para a direita (sentido horário), em tradução livre:
balão 1: Qual a dificuldade do tópico?
balão 2:  O que você se lembra do tópico?
balão 3: Quais exemplos você se lembra?
balão 4: O que você ainda precisa descobrir?
balão 5: Existe alguma coisa que você não entenda?

Brainstorming: acontece normalmente quando há uma colaboração e vocês rascunham/registram as ideias que cada uma das partes apresenta sobre o projeto. Ao contrário da escrita livre, brainstorming é algo falado e conduzido por um grupo mais do que por um indivíduo, e normalmente dá origens à listas e tópicos.


Perguntas jornalísticas: perguntas usadas normalmente em filmes/livros/por personagens jornalísticos/investigativos podem te ajudar a clarear as ideias. Questionamentos como "Quem? Onde? O quê? Quando? Por quê? Como?" podem abrir caminhos para encontrar respostas que o ajudarão a escrever.



Listagem: faça uma lista de tudo o que vem à sua mente e depois volte e a revise , escolhendo o que mais lhe agrada. Às vezes escrever uma segunda lista de um tópico da primeira vai ajudá-lo a se aprofundar nas próprias ideias.

Agrupar: essa é uma técnica visual de agrupamento que o ajudará a conectar ideias. Você começa circulando seu tópico inicial, ou sua ideia geral, e então agrupando ideias ao redor desta, conectando-as ao centro, ao grupo,como num diagrama.

Exemplos de agrupamentos (diagramas):





Você pode ainda misturar todos esses processos invetivos da maneira que achar melhor. Aqui demos um exemplo de agrupamento com braimstorming, que gerou essa confusão louca da imagem abaixo:


O importante, porém, não é eu entender o que a imagem quer dizer, mas sim o criador dela. Se você conseguir se localizar dentro da bagunça, então ela é sua bagunça organizada. Sabe? Aquela mesma história de que seu quarto só está desarrumado para a sua mãe se você consegue achar tudo o que quer dentro dele.

O importante é escrever, sair do marasmo, esticar os dedos. É um fato: quanto mais trabalhamos nas palavras, mais elas tendem a nos "obedecer".

Ao conhecer profundamente cada um desses cinco passos e conseguir aplicá-los no seu ritmo, você se tornará confiante no processo de escrita. Mas deixe-me acrescentar: isso também é uma processo que pode levar tempo, então não se iluda e, principalmente, não se cobre demais. Cada luz tem a hora certa de acender!

No próximo post falarei sobre organizar.


Fonte: curso de escrita e gramática inglesa da Mt San Jacinto College.
Imagens: divulgação sem fins comerciais.

2 comentários:

  1. Adorei seu post!
    É sempre bom aprender mais sobre a escrita. Alguns desses atos de criação fazemos intuitivamente, enquanto outros precisamos nos lembrar, que sem esse planejamento, teremos uma mega dor de cabeça.
    Abraços e tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Vou esperar pelo próximo! :D

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...